Filme “A Família Flynn”

Pesado. Acredito que esta seja a melhor palavra para descrever este filme: Pesado. A Família Flynn me pegou totalmente desprevenida, pois nunca tinha ouvido falar sobre este filme e muito menos sabia do que se tratava. O filme foi escolhido na prateleira da locadora pelo simples fato de ter o Robert de Niro na capa, e é por essa mesma pessoa que eu talvez recomende este longa metragem para alguém.

A atuação do Robert de Niro se supera de uma forma impressionante a cada filme que ele faz; ele realmente tem o dom de vestir cada personagem (com gestos, sotaques e caras) com uma “roupa” única. A Julianne Moore tem um papel menor na trama, mas não menos importante. Tanto seu papel (Jody Flynn) quanto o do Robert de Niro (Jonathan Flynn) vem com uma carga emocional bastante forte e que causa impacto em quem assiste. No longa eles formam um casal, já separado, que teve um filho se chamado Nick Flynn (Paul Dano). Nick e sua mãe foram abandonados por seu pai quando ele ainda era pequeno. Depois de 18 anos sem ver seu pai, ele o reencontra numa situação precária.

Como toda família a do filme também tem conflitos, porém os dessa família são mais difíceis de superar, além de que certas decisões não tem como voltar atrás.

Enfim, o filme é marcante e faz você refletir sobre a vida, a família e a velhice. Acho válido para quem quer um “choque de realidade” ou simplesmente para agradecer a forma boa como vive.

Ao meu ver a atuação do Nick (Paul Dano) é fraca; inexpressiva e o Robert de Niro carrega este filme sozinho (como o seu personagem, que é um homem completamente solitário com seus pensamentos, caderno e caneta nas mãos).

5

Anúncios

Sobre COOLtivar

Sou apaixonada por arte em todas as suas formas de representação. Gosto de filmes, exposições, circos, teatros, shows, museus, galerias e outros pontos culturais. Tenho o costume desde pequena de visitar sempre lugares históricos das cidades que eu passo, bem como da cidade onde vivo. Por isso resolvi escrever; porque sentia falta de um blog que desse dicas desses lugares no Brasil e no mundo. Não tenho a pretensão de ser uma crítica de artes, tampouco um guia 5 estrelas. Quero apenas escrever as dicas que eu sempre dei aos meus amigos, de um jeito informal e sem firulas.
Esse post foi publicado em Sessão Pipoca e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s